A artroscopia do joelho é a cirurgia realizada por vídeo. Para realizá-la são feitos 2 a 3 “pequenos furos” de 0,5 a 1cm na frente do joelho e uma óptica é colocada dentro da articulação. Essa óptica é conectada a uma câmera e a um monitor de TV e uma fibra ótica de luz para iluminação dentro da articulação.

A articulação é então insuflada com soro fisiológico e a imagem das estruturas de dentro do joelho são transmitidas pela câmera para a TV com ampliação de 8 vezes. 

Para realizar a artroscopia, o cirurgião do joelho necessita treinamento técnico especializado, conhecimento, experiência e aperfeiçoamento permanente.

Vantagens da artroscopia do joelho:

cirurgia no joelho atroscopia- Melhor visualização e detalhamento dos ligamentos cruzados, meniscos, patela e cartilagem do joelho;
- Maior precisão e melhores resultados na cirurgia do joelho;
- Menor agressão aos tecidos do joelho proporcionando menos dor pós-operatória;
- Menor tempo de internamento;
- Cirurgia do joelho mais rápida;
- Facilita o tratamento de lesões associadas (exemplo: lesões de menisco e de cartilagem do joelho em cirurgias de reconstrução do ligamento cruzado anterior);
- Menor risco de infecção;
- Movimentação mais precoce do joelho;
- Possibilidade de andar no mesmo dia da cirurgia;
- Reabilitação mais rápida do paciente, diminuindo o tempo de afastamento do trabalho;
- Tempo total de recuperação do paciente mais rápido com retorno mais precoce ao seu trabalho;
- Retorno mais rápido aos esportes e às atividades de lazer;
- Melhores resultados estéticos.

História da artroscopia

A artroscopia é uma técnica avançada na cirurgia do joelho que tem contribuído muito no diagnóstico e no tratamento das lesões do joelho.

Contudo, essa técnica foi criada há mais de 100 anos. O primeiro relato da artroscopia do joelho foi feito pelo cirurgião dinamarquês Severin Nordentoft em 1912. Em 1918, no Japão, o Dr. Takagi apresentou outros estudos com a técnica de artroscopia do joelho. Entre os anos 1920 e 1930, a artroscopia iniciou nos EUA e na Alemanha. Porém, devido à primeira Guerra Mundial, houve um período sem desenvolvimento da técnica. Até que, na década de 60, outro cirurgião japonês chamado Watanabe aperfeiçoou materiais e desenvolveu instrumentos da artroscopia, contribuindo muito com o a evolução da artroscopia moderna do joelho. Por isso, é considerado por muitos como o “Pai da Artroscopia”.

No Brasil, os pioneiros foram o Dr. Gilberto Camanho e o Dr. Luiz Roberto Marczyck em São Paulo e o Dr. Jair Vieira Gomes no Rio de Janeiro na década de 70, que publicou o primeiro estudo nacional em 1972.

De lá para cá, com o melhor conhecimento da anatomia do joelho e o desenvolvimento tecnológico de materiais e instrumentos, a artroscopia do joelho tem evoluído muito nos últimos anos no tratamento das lesões do joelho. E o maior beneficiário com a artroscopia do joelho é um só: o paciente.

Indicação da artroscopia nas lesões do joelho

A artroscopia do joelho é indicada no tratamento de muitas lesões e doenças do joelho e as principais são:

- Lesão do menisco;
- Lesão do ligamento cruzado anterior;
- Lesão da cartilagem do joelho;
- Luxação da patela;
- Lesão do ligamento cruzado posterior;
- Lesão multiligamentar do joelho
- Sinovite;
- Corpos livres;
- Tendinites do joelho;
- Algumas fraturas do joelho.