fratura1O joelho é uma articulação bastante acometida por fraturas (“quebraduras”) dos ossos que o compõe: a tíbia, o fêmur, a fíbula e a patela.

As fraturas no joelho ocorrem normalmente devido a traumas de alta energia como acontece nos acidentes de carro e moto, atropelamentos, quedas de altura e esportes de impacto como futebol e lutas. Mas também podem ocorrer fraturas no joelho devido a quedas de escada e torções do joelho.

O paciente com fratura no joelho apresenta dor e inchaço no joelho, dificuldade ou impossibilidade de andar, e até mesmo deformidade no joelho.

As fraturas do joelho são diagnosticadas por exames como o RX e a tomografia computadorizada que devem ser realizadas de urgência para que o tipo de tratamento seja tão logo definido.

O platô tibial é a região do joelho que mais sustenta o peso do corpo e isso o torna um alvo suscetível a fraturas causadas, principalmente, por quedas de altura e acidentes automobilísticos.

A fratura do platô tibial pode estar associada a lesão de menisco e a lesão de ligamentos do joelho. O tratamento da maioria das fraturas do platô tibial é realizado com cirurgia para colocação de placa e parafusos metálicos de aço ou titânio.

A fratura da patela (rótula) é muito comum e ocorre devido a quedas com o joelho flexionado e a traumas direto no joelho. Esta fratura impede o paciente de estender o joelho, e seu tratamento também é realizado com cirurgia.

Já a fratura da espinha tibial ocorre em torções semelhantes a lesão do ligamento cruzado anterior (LCA). A espinha tibial é o local de inserção do LCA no osso da tíbia e um fragmento ósseo é tracionado pelo LCA em algumas torções do joelho. Na grande maioria dos casos, há necessidade de cirurgia de artroscopia do joelho para colocação de parafuso.

O fêmur é o maior osso do corpo humano e compõe o joelho na articulação tibiofemoral. As fraturas do fêmur no joelho ocorrem na região chamada supracondiliana do fêmur, e geralmente acontecem devido a acidentes automobilísticos e atropelamentos. Também há necessidade de fixação da fratura com placa e parafusos na maioria dos casos.

Outras fraturas menos comuns como acontecem no osso da fíbula também podem ocorrer no joelho e necessitar de tratamento com cirurgia de joelho.

Em resumo, as fraturas do joelho acontecem devido a traumas de alta energia como em acidentes automobilísticos, atropelamentos e esportes de alto impacto. São as lesões do joelho que mais necessitam um atendimento de emergência em Pronto Socorro e um tratamento especializado o mais breve possível. O ortopedista especialista em joelho deve estar treinado e especializado no tratamento cirúrgico das fraturas do joelho para que a articulação seja restaurada e o paciente tenha a recuperação mais rápida possível.