cirurgia de protese total do joelhoA cirurgia de Prótese Total do Joelho ou Artroplastia Total do Joelho é indicada para os pacientes com artrose avançada ou grave do joelho (“osso com osso”) que não obtiveram sucesso com as diversas modalidades de tratamento conservador e que persistem com dor no joelho e dificuldade para caminhar, além de apresentar “arqueamento” progressivo nas pernas devido à artrose do joelho.

Geralmente, a cirurgia de Prótese Total do Joelho é indicada para pacientes acima dos 60 anos, mas com a evolução técnica e a melhoria constante dos materiais, a prótese do joelho pode ser realizada em pacientes mais jovens.

Existem diversos tipos de prótese total do joelho e a durabilidade das próteses do joelho na atualidade varia de 10 a mais de 20 anos. Além disso, é possível a realização da cirurgia de Prótese Total do Joelho com auxílio de um computador, chamada de cirurgia por “navegação”. Essa modalidade tem o propósito de dar maior precisão aos recortes ósseos e um melhor alinhamento para a prótese do joelho.

Antes da cirurgia de Prótese Total do Joelho é necessária uma avaliação clínica detalhada de cada paciente por meio de diversos exames pré-operatórios como RX dos joelhos, RX panorâmico dos membros inferiores, exames de sangue e urina, eletrocardiograma e avaliação do médico cardiologista. E uma consulta com o anestesista também é realizada para avaliação dos possíveis riscos e orientações ao paciente do melhor tipo de anestesia, bem como, da melhor forma de analgesia no pós-operatório.

Na cirurgia, um acesso de 12 a 15 cm é feito na frente do joelho por onde são realizados os recortes ósseos para a substituição da cartilagem desgastada por peças metálicas no fêmur e na tíbia. Essas peças são interpostas por um plástico de alta resistência (polietileno), preservando-se a maior parte do osso e dos ligamentos do joelho. Para o encaixe perfeito das peças da prótese do joelho, são usados instrumentos extremamente precisos para que os recortes ósseos sejam perfeitos ao encaixe da prótese. Além disso, um cimento ósseo especial é usado para a melhor fixação da prótese.

Em geral, a cirurgia realizada pelo médico especialista em joelho leva de 1 a 2 horas e é realizada sob anestesia raquidiana ou peridural. O paciente permanece no hospital por 2 a 3 dias onde inicia a fisioterapia e a caminhar com auxílio do andador já no dia seguinte à cirurgia.

Os pontos são retirados entre 15 e 20 dias, quando então é permitido o início da hidroterapia e a troca do andador por uma simples bengala. O tempo total de recuperação varia de pessoa a pessoa, mas geralmente leva de 3 a 6 meses.

Como toda e qualquer cirurgia, existem riscos. Dentre eles, a infecção pode ocorrer em apenas 1 a 3% dos casos e é prevenida com uma técnica cirúrgica meticulosa, realizada por um cirurgião experiente e com o uso de antibióticos profiláticos. A trombose venosa profunda é outro risco desta cirurgia e é prevenida por meio do uso de anticoagulantes que são usados por 14 a 28 dias além da fisioterapia e da marcha que se iniciam no dia seguinte da cirurgia.

Em resumo, a Cirurgia de Prótese Total do Joelho é um recapeamento da articulação do joelho que permite que o paciente ande de forma independente e, principalmente, sem a dor da artrose. Com isso, a qualidade de vida melhora significativamente e sem a necessidade do uso de analgésicos, anti-inflamatórios e muletas.

O médico ortopedista especialista em joelho deve orientar os pacientes com artrose do joelho sobre a Cirurgia de Prótese Total do Joelho, os tipos existentes e suas indicações, bem como, seus respectivos benefícios e riscos, lembrando que atualmente é uma cirurgia muito segura e apresenta resultados excelentes no alívio da dor dos pacientes com artrose avançada do joelho.